O que é o projeto

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro (Barra da Tijuca — Ipanema) vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa.

Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão.

A Linha 4 do Metrô vai unir o Rio, integrar regiões e levar qualidade de vida a milhares de cidadãos.

A nova linha entrará em operação em agosto de 2016. Será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos.

O projeto representa a execução, de uma só vez, da mesma extensão de metrô subterrâneo existente no estado e é o maior legado em transporte que o Rio de Janeiro, seus habitantes e visitantes ganharão com os Jogos Olímpicos.

 

Traçado 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais de 300 mil pessoas usarão a Linha 4 do Metrô todos os dias

​Número de usuários por estação:

Jardim Oceânico – 91 mil/dia

São Conrado – 61mil/dia

Gávea – 19 mil/dia

Antero de Quental – 35 mil/dia

Jardim de Alah – 20 mil/dia

Nossa Senhora da Paz – 47 mil/dia​

 

As seis novas estações

- Jardim Oceânico terá três acessos. Na Avenida Armando Lombardi, o acesso Lagoa, na pista sentido Recreio, fica entre a Unimed e a antiga Drogasmil. Já o acesso Mar, no sentido Zona Sul, está próximo à esquina da Rua Fernando de Matos. O terceiro será na área de conexão da Estação Jardim Oceânico com a TransOeste, para receber os passageiros do sistema BRT.

- São Conrado terá estação no início do bairro, com três acessos: um na Estrada da Gávea, em frente ao supermercado Extra, outro na Avenida Niemeyer (próximo à Igreja Universal da Rocinha), e o terceiro na Avenida Aquarela do Brasil (onde funcionava a antiga concessionária Itavema).

- Gávea terá dois acessos: um na Avenida Padre Leonel Franca e outro na Rua Marquês de São Vicente, ambos na altura da PUC-Rio.

- Antero de Quental, no Leblon, terá dois acessos voltados para a Rua General Urquiza e para a Avenida Bartolomeu Mitre.

- Jardim de Alah  terá dois acessos no Leblon: um na esquina da Avenida Borges de Medeiros com a Avenida Ataulfo de Paiva, em frente ao canal do Jardim de Alah, e outro na Ataulfo de Paiva próximo à Rua Almirante Pereira Guimarães.

- Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, terá dois acessos na praça: um pela Rua Joana Angélica e outro pela Rua Maria Quitéria.

* Haverá ainda a expansão da Estação General Osório, que passará a ter duas plataformas de embarque e desembarque.

 

tempos1

 

tempos2

 

tempos3