Video

Linha 4 reaproveita toda a água utilizada na obra

lava-rodas

Na construção da Linha 4 do Metrô, a preocupação com o meio ambiente é constante. A obra conta com estações de tratamento de água, que é reutilizada nas atividades dos canteiros. Desde o início das obras, cerca de 200 milhões de litros passaram pelas estações de tratamento – o que daria para abastecer 18.300 casas por um mês.

Nos canteiros da Zona Sul, até os gotejos dos aparelhos de ar condicionado são reaproveitados. São cerca de 750 litros de água por semana reutilizados para serviços de limpeza das salas, pisos e banheiros. Entre a Barra e a Gávea há estações de tratamento de água em todos os canteiros. A água resultante das escavações é tratada e reutilizada para a lavagem dos caminhões, máquinas e pneus de veículos que circulam nos canteiros.

Entre Ipanema e Gávea, são duas estações de tratamento de efluentes (ETEs), que reaproveitam cerca de 130 mil litros de água por dia. Dentre as iniciativas sustentáveis da Linha 4, também foi implantado um “lava-rodas” para a limpeza dos caminhões e um “lava botas” para lavar as botas dos operários.

Conheça as iniciativas da Linha 4 que evitam o desperdício de água através da nossa playlist no Youtube:

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Começa a construção de mergulhões na Av. Armando Lombardi, na Barra

Uma antiga demanda da população da Barra da Tijuca está sendo atendida pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. Começou a construção de duas passagens subterrâneas (mergulhões) de retorno de veículos sob a Avenida Armando Lombardi. Tais retornos – um sentido Barra e o outro, Zona Sul – irão melhorar a fluidez na avenida e serão uma opção aos retornos sob o Elevado das Bandeiras e ponte de acesso à Avenida das Américas. A obra é executada pelo Consórcio Construtor Rio Barra, responsável pelas obras da Linha 4 do Metrô entre a Barra da Tijuca e a Gávea. Cada mergulhão terá uma faixa de rolamento e também será criada uma passagem de pedestres para que não haja mais necessidade de sinais de trânsito.

Os mergulhões estão sendo construídos de forma coordenada com os túneis da Estação Jardim Oceânico da Linha 4 do Metrô e estarão disponíveis para a população em meados de 2016. O projeto foi desenvolvido em parceria entre o Governo do Estado, o Consórcio Construtor Rio Barra e a CET-Rio.

Atualmente, ocorre a instalação do sistema de contenção do terreno para escavação dos mergulhões, que consiste na cravação de estruturas metálicas a aproximadamente 15 metros de profundidade. Esta instalação será feita nos dois sentidos da Avenida Armando Lombardi, em fases. O serviço é feito dentro dos canteiros da obra da Linha 4 do Metrô, na pista que segue para o Recreio e, em seguida, será realizado no sentido Zona Sul.

Comunicação com a comunidade

Para um diálogo direto e permanente com a população, o Consórcio Construtor Rio Barra conta com uma Central de Atendimento à Comunidade (CAC) na Avenida Armando Lombardi, nº 30, que funciona de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Moradores e comerciantes da região podem obter mais informações sobre sobre a obra por meio do telefone 0800 021 0620, pelo blog (metrolinha4.com.br) e twitter.com/metrolinha4. Ou, ainda, comunicar-se com o Consórcio por e-mail: atendimento.ccrb@ccrblinha4.com.br.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Esclarecimento

A Linha 4 do Metrô reafirma que entrará em operação no primeiro semestre de 2016, quando estarão funcionando as estações Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico. Em julho de 2016, começa a operação comercial da nova linha – ou seja, antes do início dos Jogos Olímpicos a ligação metroviária entre Ipanema e a Barra da Tijuca estará à disposição dos passageiros, funcionando nos mesmos horários das demais linhas do metrô.

Um mês antes do início da operação comercial, em junho de 2016, a Linha 4 do Metrô estará aberta aos usuários em operação assistida, fora do horário de pico e com intervalos maiores no fluxo dos trens, para que os últimos ajustes operacionais sejam realizados. Então, em julho de 2016, começa a operação comercial, funcionando nos mesmos horários das demais linhas do metrô.

A Estação Gávea teve o projeto alterado para ampliar a possibilidade de futuras expansões da malha metroviária do Rio e será inaugurada em dezembro de 2016 – como noticiado no jornal O Globo em 09 de novembro de 2013. Esta alteração não gera qualquer impacto na operação do metrô durante as Olimpíadas e traz benefícios à população do Rio de Janeiro com a flexibilização do sistema para futuras expansões.

Está incorreta também a informação de que “o cronograma da obra foi comprometido” por causa do vazamento de polímero ocorrido na Rua Barão da Torre, em Ipanema, no dia 12 de janeiro de 2015. O vazamento não impactou na operação do ‘Tatuzão’, que seguiu escavando normalmente, sem qualquer interferência. Também se manteve na normalidade as atividades em todas as demais frentes de obra, como a construção das estações e do túnel no trecho entre a Barra da Tijuca e a Gávea.

A Linha 4 do Metrô é a maior obra de infraestrutura urbana da América Latina e o maior legado em transporte para a população do Rio de Janeiro. Trata-se de um projeto do Governo do Estado do Rio de Janeiro e sua implantação é de responsabilidade da Concessionária Rio Barra. ​

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Primeiro trem da Linha 4 chega ao Rio de Janeiro

Foto: Henrique Freire

Desembarcou no Porto do Rio, nesta terça-feira (27/01), o primeiro dos 15 novos trens do metrô que farão parte do sistema da Linha 4 (Barra da Tijuca — Ipanema). O novo trem, que conta com seis carros, passará por testes e ajustes operacionais antes de atender os passageiros. De acordo com o planejamento, o novo trem será utilizado nas linhas 1 e 2, até que a Linha 4 seja inaugurada, em 2016. No próximo dia 05, o novo trem será apresentado à população pelo governador Luiz Fernando Pezão e pelo secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio, no pátio de manutenção de MetrôRio, no Centro da cidade. “A chegada do primeiro novo trem marca uma nova etapa do projeto da Linha 4 do metrô. De agora até o final do ano, serão recebidos todos os novos trens que, a exemplo deste primeiro também, serão testados no sistema”, disse o secretário Osorio.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Ministro do Trabalho visitas obras da Linha 4

O Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, visitou nesta segunda-feira (26/01) as obras da Linha 4, acompanhado pelo secretário Estadual de Transportes, Carlos Roberto Osorio, o secretário Estadual de Trabalho e Renda, Arolde de Oliveira e representantes da Concessionária Rio Barra, responsável pela implantação da Linha 4 do Metrô. ​“É uma obra que muda a vida do carioca. Garante a mobilidade urbana, que é um grande desafio para o trabalhador, que fica às vezes horas no trânsito para chegar ao trabalho”, disse o ministro.

Geração de empregos

Cerca de 9 mil colaboradores, entre diretos e indiretos, fazem parte da construção da nova linha de metrô, que terá seis estações e aproximadamente 16 km de extensão. “O Rio de Janeiro foi o segundo estado que mais gerou empregos em 2014 e mostra que vamos continuar crescendo em 2015, com investimentos como o metrô”, afirmou o ministro.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

O Globo: canteiros de obra do metrô terão máquinas de camisinha para operários

Os canteiros de obra da Linha 4 do metrô vão ganhar… máquinas que fornecem camisinhas. Cada uma terá preservativos gratuitos para o uso de operários — ao todo são nove mil. Os equipamentos serão instalados antes do carnaval. “A maioria é homem e percebemos essa demanda nas aulas de educação sexual que foram dadas aos trabalhadores”, diz Carlos Osório, secretário estadual de Transportes.

Fonte: Gente Boa | O Globo

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

Moradores conferem o andamento das obras na Estação Nossa Senhora da Paz

Moradores participaram, neste domingo (25/01), de uma visita guiada às obras da Estação Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. O tour começou na Estação Interativa do Jardim de Alah, onde foi exibido um vídeo explicativo sobre o projeto da nova linha, que ligará a Barra à Ipanema em 13 minutos e terá cerca de 16 km de extensão.

Durante a visita, acompanhada por técnicos e engenheiros, os moradores esclareceram dúvidas e receberam informações sobre os métodos de escavação, o trajeto da Linha 4, entre outras questões.

Confira no vídeo:

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Novo encontro de túneis

Os túneis estão completamente abertos entre os bairros da Barra da Tijuca e Gávea. Faltam 138 metros para os túneis chegarem à Estação Gávea. As escavações também continuam no sentido Leblon, onde faltam 300 metros para completar o trecho escavado pelo método NATM (New Austrian Tunnelling Method), por detonações controladas.

​Há várias frentes de serviço neste trecho. No último dia 13, a equipe que escavava a partir do bairro do Leblon encontrou o grupo que vinha de São Conrado, na via 4, por onde os trens vão passar de Ipanema para a Barra.

Em novembro do ano passado, foi realizado o primeiro encontro de túneis na via 2, com a detonação do último trecho de rocha que ainda separava os bairros da Gávea e de São Conrado. No mês seguinte, em dezembro, o Consórcio Construtor Rio Barra, responsável pelas obras da Linha 4 neste trecho, as frentes de serviço conectaram os túneis de via 1, por onde os trens vão passar saindo da Barra para a Gávea. O último trecho de rocha da via 3 foi detonado na primeira semana de janeiro, entre Leblon e São Conrado. Nesta via, passarão os trens vindos da Barra em direção a Ipanema.

A Linha 4 terá aproximadamente 16 km de extensão e transportará mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Ao todo, já foram construídos mais de 9,6 mil metros de túneis entre a Barra e a Gávea.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Estação Nossa Senhora da Paz recebe acabamentos finais

Os acabamentos finais, correspondentes à cobertura de vidro, estruturas metálicas, vidros do guarda-corpo da escada fixa e do passa moeda e as portas da bilheteria, já foram instalados no acesso Joana Angélica da Estação Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Dois tipos de vidros foram usados nesta estação. Os da área externa, que são do teto de cobertura e laterais, têm uma película que não permite a aderência de poeira, sendo limpo com a própria água da chuva. Além disso, este vidro possui uma camada metalizada, que reflete o calor e permite a economia de energia elétrica. Já os vidros da bilheteria são laminados e temperados, ou seja, não se estilhaçam em caso de quebra. Ao todo, o acesso Joana Angélica receberá 200 metros quadrados de vidro.

A estação

Localizada em Ipanema, a Estação Nossa Senhora da Paz terá dois acessos na praça: um pela Rua Joana Angélica e outro pela Rua Maria Quitéria. Cerca de 47 mil pessoas usarão por dia esta estação. O trajeto da Barra da Tijuca até a Nossa Senhora da Paz será feito em 13 minutos.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

Timelapse: vídeos mostram evolução das obras da Linha 4

A Linha 4 do Metrô (Barra da Tijuca – Ipanema) utiliza a técnica de timelapse para registrar a evolução das obras em seus canteiros. Os vídeos estão disponíveis para a população em nosso canal do YouTube. Com eles, é possível acompanhar as imagens de um longo período em poucos minutos. Confira nossa lista de vídeos “Time-Lapse” e veja a evolução das obras em todos os canteiros.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...