Video

Estação Jardim de Alah está pronta

Local terá bicicletários e decoração colorida

Serão pouco mais de 11 minutos de viagem entre o Leblon e a Barra da Tijuca, graças à futura Estação Jardim da Alah, construída sob a movimentada Avenida Ataulfo de Paiva. Para o Centro, o passageiro levará 22 minutos. Com a entrega desta estação, o chamado eixo olímpico está pronto e a nova linha será inaugurada no próximo dia 30 de julho.

Quem usufruir desta estação perceberá que seus acessos têm estruturas metálicas com design moderno e padronizado, como as demais da Linha 4. Os vidros receberam tratamento especial com película antirresíduo, o que contribui para o conforto térmico, a visibilidade dos passageiros e integração com o paisagismo do entorno. A estação passou por estudo de cromatização e ficou bem colorida. Há detalhes como árvores de ferro recortado com móbiles que remetem a frutos e se movimentam, guarda-corpo de vidro e corrimão de aço inoxidável com leitura em Braille.

Crédito: Henrique Freire

Crédito: Henrique Freire

Por dia, a previsão é de que 20 mil pessoas circulem pelo local. Jardim de Alah terá dois acessos: um na esquina das avenidas Borges de Medeiros com Ataulfo de Paiva e outro na própria Ataulfo de Paiva, próximo à Rua Almirante Pereira Guimarães. Ambos têm bicicletários para estimular, entre os usuários do metrô, a integração de modais. Ao todo, aliás, a Linha 4 oferecerá 300 vagas para as ‘magrelas’ nos acessos de passageiros de todas as suas estações.

Para relembrar

Foi nesta estação que o ‘Tatuzão’ chegou, em julho de 2015, em uma solução inédita para a engenharia brasileira, pelo método breakthrough submerso. À época, parte da estação foi preenchida com água para equilibrar a pressão do terreno e garantir que a máquina alemã continuasse operando em ambiente similar ao que estava sob o canal do Jardim de Alah. Mundialmente empregada em obras de metrô, foi a primeira vez que a técnica foi utilizada no Brasil.

tbm jal

Facebook
Google
Twitter