Obrigado!

Com conclusão das obras entre a Barra e Ipanema, a Concessionária Rio Barra passou a responsabilidade da Linha 4 do Metrô para a Concessionária MetrôRio, que já opera o novo trecho.

Para informações e dúvidas sobre operação, horários de funcionamento, baldeação e uso do bilhete olímpico, entre outras questões: 0800 595 11 11 ou https://www.metrorio.com.br/.

Aqui neste espaço, você consegue relembrar os desafios e curiosidades da construção da Linha 4.

Para acessar nosso último informativo, clique aqui.

A você que nos acompanhou até aqui, obrigado!

capa_informe

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

MetrôRio assume operação

Com a conclusão das obras e a inauguração da nova linha, a concessionária MetrôRio, responsável pela operação das Linhas 1 e 2, assumiu também a Linha 4 do Metrô no dia 1º de agosto. Com a nova linha, o passageiro poderá se deslocar entre a Pavuna e a Barra, pagando apenas uma passagem.

A Linha 4 do Metrô era um desejo antigo do Rio… E os Jogos Olímpicos foram um belo pretexto para tirá-la do papel. Em seis anos, executamos uma obra de alta complexidade técnica, cumprindo as normas internacionais mais rigorosas para construção e operação de metrôs no mundo.

Geramos mais de 30 mil postos de trabalho e tivemos o apoio de 340 empresas e mais de 200 especialistas e consultores nacionais e internacionais. A Linha 4 representa a mesma extensão de metrô subterrâneo construída no Rio nos últimos 30 anos. Ela foi feita para você.

Maior legado em mobilidade

A Linha 4 encurta distâncias para melhorar a qualidade de vida de cariocas e visitantes, como uma alternativa de transporte rápido, moderno, eficiente e sustentável.

De acordo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a nova linha vai aumentar a produtividade na cidade e gerar uma economia de cerca de R$ 883 milhões por ano, com a redução de pelo menos uma hora no tempo de deslocamento, em congestionamentos entre a Barra e a Zona Sul. Por isso, espera-se também a diminuição no número de acidentes, grande contribuição para o meio ambiente e menos incômodo à saúde da população, com a redução das poluições sonora e do ar.

Números da FGV:

- Em plena operação, transportará 300 mil pessoas/dia

- Menos 4 mil veículos por hora/pico do eixo Barra – Zona Sul

- Migração de passageiros de outros meios de transporte para a Linha 4: redução de aproximadamente 40% nas viagens de automóveis

- Estes usuários representam cerca de 28% da demanda total da Linha 4

- Para ônibus, a redução prevista é de cerca de 48%, contribuindo com 72% da demanda total da Linha 4

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Linha 4 é inaugurada

A Linha 4 do Metrô foi inaugurada neste sábado (30/07), antes dos Jogos Olímpicos, dentro do cronograma previsto pela engenharia. A viagem inaugural reuniu autoridades, que embarcaram na Estação Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, e fizeram o trajeto de 13 minutos até a Estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca. Participaram da solenidade o presidente interino Michel Temer, o governador em exercício Francisco Dornelles, o governador Luiz Fernando Pezão e o prefeito Eduardo Paes.

Quer fazer um tour em 360° pelas estações e túneis da Linha 4 do Metrô? Clique aqui.

“A Olimpíada deixa um legado para o Rio. Ela foi um grande pretexto para melhorar os serviços da cidade. A Linha 4 é um exemplo concreto porque vai fazer as pessoas se deslocarem mais rapidamente até suas casas”, disse o presidente interino.

O governador Pezão agradeceu aos mais de 10 mil colaboradores e às empresas envolvidas no projeto, exaltando a tecnologia avançada e os desafios superados nesta construção de alta complexidade técnica.

_R__9914-4

Cerca de 200 jornalistas do Brasil e do exterior acompanharam a inauguração da Linha 4, um sonho da cidade há mais de 30 anos. Ao fim do evento, os profissionais da imprensa visitaram todas as estações da nova linha, acompanhados do secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

Colaboradores fazem viagem pelo eixo-olímpico

“Atenção, passageiros!”, alertou o maquinista do trem da Linha 4 na viagem especial que reuniu colaboradores dos consórcios Construtor Rio Barra e Linha 4 Sul e alguns familiares, no último dia 28 de julho, às vésperas da inauguração da nova linha. “Vocês tiraram a Linha 4 do papel e a cidade toda agradece o empenho e a dedicação de vocês!”, continuou o condutor, enquanto passava pela ponte estaiada da Barra da Tijuca, em direção a Ipanema.

Ao ouvir pelos autofalantes o desejo de boa viagem, muitos colaboradores se emocionaram. Sacaram celulares para fotos e selfies com os colegas, com quem dividiram a rotina nos canteiros ao longo dos últimos seis anos. No passeio, puderam conhecer, por exemplo, as estações Jardim de Alah, no Leblon, e Jardim Oceânico, na Barra.

V

O orgulho estava estampado nos olhos do carpinteiro Luiz Henrique, de 41 anos. Na reta final das obras, ele trabalhou na reurbanização do entorno das estações do Leblon e colocou uma placa de bronze em homenagem aos funcionários na parede da Estação Jardim de Alah. “Minha sensação é de dever cumprido. Foi daqui que tirei o sustento da minha família, o pão de cada dia. Essa é uma obra tão importante para a cidade e é um sonho estar viajando aqui hoje, naquilo que ajudei a construir”. O colega Genivaldo Gonçalves Silva, da área de sistemas, procurou atento seu nome.

IMG_1843

Na obra desde 2014, o engenheiro civil Alexandre Taveira trabalhou na escavação das estações Jardim Oceânico e São Conrado, quando ainda havia nesses locais areia de praia e rocha. “É uma satisfação ver tudo pronto. Com certeza, um dia trarei meu filho para ver essas estações”, planeja ele. Aos poucos, a velocidade reduzida do trem marcava a chegada à estação de desembarque. Entre abraços, os colaboradores se despediam da maior obra de infraestrutura urbana executada na América Latina, nos últimos anos, para que seja entregue à cidade amanhã, 30 de julho, quando será inaugurada.

Veja como foi a viagem foi emocionante!

Ao longo de seis anos…

A construção da nova linha gerou 30 mil postos de trabalho. No pico da obra, foram 9.717 colaboradores – 40% deles vindos de fora do Rio. Havia funcionários de 23 estados brasileiros e do Distrito Federal, em sua maioria dos estados do Rio, Maranhão, Paraíba, Bahia e Ceará.

A Concessionária Rio Barra, responsável pela implantação do empreendimento, preocupou-se em proporcionar um ambiente que estimulasse a qualificação e desenvolvimento profissional dos colaboradores. Assim, com o fim das obras, o efetivo estaria mais preparado para se candidatar a outras vagas no mercado de trabalho. Entre os programas oferecidos havia capacitação, treinamento, cursos técnicos e de inglês, informática e alfabetização. Aproximadamente 15% dos funcionários entraram como ajudantes ou serventes e saíram profissionais como pedreiros, carpinteiros, bombeiros e armadores.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

Estação Jardim de Alah está pronta

Local terá bicicletários e decoração colorida

Serão pouco mais de 11 minutos de viagem entre o Leblon e a Barra da Tijuca, graças à futura Estação Jardim da Alah, construída sob a movimentada Avenida Ataulfo de Paiva. Para o Centro, o passageiro levará 22 minutos. Com a entrega desta estação, o chamado eixo olímpico está pronto e a nova linha será inaugurada no próximo dia 30 de julho.

Quem usufruir desta estação perceberá que seus acessos têm estruturas metálicas com design moderno e padronizado, como as demais da Linha 4. Os vidros receberam tratamento especial com película antirresíduo, o que contribui para o conforto térmico, a visibilidade dos passageiros e integração com o paisagismo do entorno. A estação passou por estudo de cromatização e ficou bem colorida. Há detalhes como árvores de ferro recortado com móbiles que remetem a frutos e se movimentam, guarda-corpo de vidro e corrimão de aço inoxidável com leitura em Braille.

Crédito: Henrique Freire

Crédito: Henrique Freire

Por dia, a previsão é de que 20 mil pessoas circulem pelo local. Jardim de Alah terá dois acessos: um na esquina das avenidas Borges de Medeiros com Ataulfo de Paiva e outro na própria Ataulfo de Paiva, próximo à Rua Almirante Pereira Guimarães. Ambos têm bicicletários para estimular, entre os usuários do metrô, a integração de modais. Ao todo, aliás, a Linha 4 oferecerá 300 vagas para as ‘magrelas’ nos acessos de passageiros de todas as suas estações.

Para relembrar

Foi nesta estação que o ‘Tatuzão’ chegou, em julho de 2015, em uma solução inédita para a engenharia brasileira, pelo método breakthrough submerso. À época, parte da estação foi preenchida com água para equilibrar a pressão do terreno e garantir que a máquina alemã continuasse operando em ambiente similar ao que estava sob o canal do Jardim de Alah. Mundialmente empregada em obras de metrô, foi a primeira vez que a técnica foi utilizada no Brasil.

tbm jal

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Trens simulam operação nos Jogos

Com o fim dos testes de circulação dos trens no chamado eixo olímpico, as seis composições do metrô que serão utilizadas durante o período dos Jogos agora circulam em ‘marcha em branco’, uma espécie de simulação da operação sem passageiros.

trem_antero

A fase de testes ocorreu durante as madrugadas do mês de junho e julho, em paralelo à conclusão das obras. Já a etapa atual prevê o treinamento da equipe de profissionais, a checagem de tempo do percurso entre as estações, a abertura e fechamento de portas, e aceleração dos trens.

Padrão internacional de segurança

Na reta final das obras da Linha 4, a Estação Jardim de Alah, no Leblon, será apresentada na próxima semana. Os serviços de acabamento estão sendo finalizados: pintura do teto e instalação de equipamentos de som e monitores, por exemplo, além da limpeza. O entorno também passa por reurbanização.

De acordo com o cronograma do Governo do Estado, a Linha 4 do Metrô entra em operação no dia 1º de agosto, antes dos Jogos Olímpicos, conforme planejado durante a execução das obras. Para sua implantação e funcionamento, o Governo do Estado e os consórcios construtores adotaram a norma mais rigorosa para funcionamento de metrô no mundo, a americana NFPA-130.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Barra da Tijuca: retornos subterrâneos liberados ao trânsito

Atenção, motoristas! Os dois retornos subterrâneos do ‘Novo Viário’ da Barra da Tijuca, construídos ao lado da Estação Jardim Oceânico, estarão liberados ao trânsito nos próximos dias 22 e 24 de julho, no início da manhã. Nesta sexta-feira (22/7), a pista que leva os veículos de volta ao sentido Zona Sul da Avenida Armando Lombardi já pode ser utilizada. No domingo (24/07), é a vez do retorno sentido Recreio.

As pistas elevadas e a passagem de pedestres estavam em funcionamento desde fevereiro. Estes retornos funcionarão como alternativa aos retornos existentes sob o Elevado das Bandeiras e a ponte de acesso à Avenida das Américas, que hoje recebe todo o fluxo.

Construído pelo Governo do Estado do Rio, através do Consórcio Construtor Rio Barra, responsável pelas obras da Linha 4 na região, o ‘Novo Viário’ atende a uma antiga demanda dos moradores e vai contribuir com a fluidez do trânsito na região. A liberação das pistas é coordenada pela CET-Rio. Operadores de trânsito auxiliam os motoristas no local.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...

Praça é reaberta à população

O contagiante sorriso estampado no rosto do jovem Guido Garcez, 20 anos, poderia muito bem marcar a reabertura oficial da Praça Antero de Quental, no Leblon, no sábado, dia 16. Portador de deficiência, ele se divertiu e aprovou, junto com a sua cuidadora Veronica Nunes, o balanço adaptado para cadeirantes instalado no novo parquinho. “Eu achei ótimo e ele também adorou. Nunca tinha visto um desses. Essa praça é a vida do Guido, que sempre veio brincar aqui”, revelou Veronica.

Praça foi reurbanizada e recebeu moradores

Praça foi reurbanizada e recebeu moradores no sábado

Consórcio Linha 4 Sul instalou balanço adaptado no parquinho

Consórcio Linha 4 Sul instalou balanço adaptado no parquinho

O balanço adaptado não foi a única novidade do parquinho infantil da praça, entregue à população no último sábado, dia 16. O espaço, que ganhou brinquedos de madeira, como escorrega e trenzinho e, foi o ponto preferido da criançada.

Os moradores do Leblon e aqueles que passavam pelo local se encantaram com a apresentação das crianças do projeto Ação Social pela Música, que fizeram um concerto de pouco mais de uma hora arrancando aplausos e elogios a cada canção. “Eles são maravilhosos. É um espetáculo”, comentou a psicóloga Henriette Sigres, de 69 anos, que fazia questão de registrar pelo celular a apresentação e cada detalhe da praça para mandar para a filha.

Crianças do projeto Ação Social pela Música fizeram concerto

Crianças do projeto Ação Social pela Música fizeram concerto

Expectativa pela inauguração do metrô

Ela e o marido, o norte-americano Gerald Heigen, moram na General Urquiza e ficaram felizes com a nova Antero de Quental. “Adorei! Ficou tudo ótimo! Espero que as pessoas conservem ela. Estou muito grata!”, disse. O esposo, de 73 anos, acompanhou de pertinho as etapas da construção da estação do metrô no bairro. “Eu tenho registros fotográficos de desde o começo das obras, desde quando colocaram os primeiros tapumes. Ficou o máximo!”.

Há alguns anos, os dois decidiram substituir o carro pelo transporte público e estão na expectativa. “Com o metrô na porta de casa já está melhor. Fizeram um grande trabalho”, completou Henriette.

Morador de Curitiba, mas com um apartamento no Leblon, o engenheiro civil André Volpi e o filho Francisco, de 1 ano, vêm com frequência ao Rio e já adotaram a Antero de Quental. “Está tudo muito lindo! Não é possível que alguém reclame disto aqui. A expectativa agora é descer”, disse, referindo-se a Estação Antero de Quental que vai beneficiar cerca de 35 mil pessoas por dia, segundo a demanda estimada.

Academia da terceira idade

O mecânico Luís Barbosa de Lima mora no bairro há quase 50 anos e estava com saudades do espaço. Foi se exercitando em um dos aparelhos que ele aprovou a nova Antero de Quental: “O Leblon estava precisando disso de volta. A praça estava muito abandonada antes das obras. Os aparelhos para a terceira idade também estão todos aprovados e a praça está muito bonita”, elogiou.

Área destinada à terceira idade ganhou novos equipamentos

Área destinada à terceira idade ganhou novos equipamentos

Quem também aprovou a praça, que ficou bastante movimentada pela manhã, foi o advogado Rafael Lima. “Está maravilhoso! Tudo lindo e muito melhor do que o esperado. Minha filha também gostou tanto que já está doida para voltar ao parquinho”.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...
Video

Antero de Quental está pronta

Estação do Leblon vai beneficiar 35 mil pessoas/dia

Morador do bairro do Leblon desde a infância, o aposentado Elias Carneiro, de 58 anos, está em contagem regressiva para começar a usar a Linha 4 do Metrô. Ao longo desses anos, ao entrar e sair de casa, acompanhava a movimentação no canteiro de obras da Estação Antero de Quental pensando na economia de tempo, quando precisar ir aos seus compromissos no Centro da cidade.

Passageiros como o Elias vão levar apenas 23 minutos até a Carioca, partindo da Estação Antero de Quental, cujas obras estão concluídas.

O médico anestesista Carlos Amaral, de 64 anos, mora em Friburgo, mas escolheu o coração do Leblon para passar os fins de semana com a família, em um apartamento em frente à praça. Ele pretende usar a nova linha para o lazer.

“O metrô vai ser muito útil, facilitará o acesso a outros bairros, que hoje são muito difíceis de se chegar por meio rodoviário, como a Barra”, avalia. “O Rio deveria ser coberto por metrô em todas as suas regiões, para reduzir o trânsito e facilitar a vida das pessoas”.

Nesta sexta-feira, dia 15, a estação foi apresentada à imprensa, inclusive estrangeira. Com a conclusão das obras civis e dos serviços de acabamento, a estação segue com a finalização da instalação de sistemas e testes operacionais.

antero

Serão dois acessos na praça – um voltado para a Avenida Bartolomeu Mitre e outro para a Rua General Urquiza, nas esquinas com a Avenida Ataulfo de Paiva -, beneficiando cerca de 35 mil pessoas por dia.

antero1

Construída sob a praça Antero de Quental e a Avenida Ataulfo de Paiva, a estação é moderna, com dois níveis antes do acesso às plataformas de embarque e desembarque, e foi construída de forma a garantir a acessibilidade de todos os passageiros. O destaque arquitetônico é o painel de azulejos coloridos homenageando o surfista carioca.

antero 3

Veja mais fotos da estação aqui.

Facebook
Google
Twitter
Leia mais...